Descobrir Atenas, uma cidade de surpresas – Parte 2

por 2serependiters
1 Comentário

Descobrir Atenas é descobrir uma cidade que não dorme e para a qual a noite é apenas uma tela diferente em que mostra toda a sua beleza e dinamismo. Na realidade, pode-se dizer que o verdadeiro coração da cidade fica na famosa praça Syntagma, palco conhecido de demonstrações políticas, mas acima de tudo, um espaço em que as pessoas se encontram com a cidade, um espaço cheio de vida, onde sempre encontrámos imensa gente e o local ideal para uma pausa numa das muitas esplanadas e quiosques que ladeiam o centro da praça. Já partilhámos com vocês a nossa experiência ao descobrir a Acrópole e agora vamos mostrar mais recantos magníficos desta cidade.

Descobrir Atenas – Roteiro pela cidade

Imponente sobre a praça Syntagma está o parlamento grego, um edifício solene, que não se destaca pela sua arquitectura, mas sim pelos trabalhados variados e pequenas esculturas que o adornam na base. Bem no centro de todo este conjunto está uma das principais referências turísticas da cidade: Os soldados de guarda do parlamento, ou na designação correcta, Evzones (Ver mais aqui). Na realidade é impossível alguém ficar indiferente ao traje histórico destes soldados, traje este que tem a sua origem nas históricas divisões de montanha gregas que lutaram contra os otomanos. Um dos momentos mais interessantes é a troca dos soldados, mas que infelizmente não conseguimos presenciar, mas a mudança de posição entre os dois postos acontece 10 min antes da hora certa, 24h por dia. Vale definitivamente a pena passar por este local.

O sistema de transportes em Atenas é muito bom, e a partir da praça Syntagma facilmente se chega a qualquer outro local da cidade, usando o metro (Bilhete para 24h custa 4€) ou mesmo o táxi, que usámos frequentemente com valores a rondar os 5/6€. Daqui optámos por ir visitar um monumento que é uma verdadeira homenagem ao desporto na sua forma mais pura: O antigo estádio Panatenaico. Ao chegarmos junto ao estádio, é totalmente visível a estrutura bem conservada em pedra que serviu de localização às primeiras edições dos jogos olímpicos, naquela altura mais focados nas provas de atletismo e chamados de Jogos Panatenaicos. O bilhete de entrada custa 8€, no entanto, é totalmente possível visualizar bem o monumento através das grades da entrada sem adquirir o bilhete.

Descobrir Atenas
Estádio Panatenaico

Entre o estádio e a praça Syntagma ficam os jardins nacionais, um parque muito interessante para quem, como nós, pretende fugir um pouco ao calor no meio da natureza. O parque tem uma dimensão considerável, é gratuito e aqui se encontram muitos espaços verdes que permitem realizar picnics. De facto, vimos imensas famílias a desfrutar dos espaços verdes e a aproveitar o dia com as crianças.

Jardins Nacionais

O nosso dia terminou junto ao famoso templo de Zeus, localizado perto do estádio Panatenaico, a uns meros 5 minutos a caminhar. Neste percurso fica também o edifício Zappeion, um edifício de estilo neoclássico e rodeado de magníficos jardins e fontes de água, que merece um desvio para melhor observação. Ao chegar ao templo, o bilhete é de 7€, ficando as ruínas no centro de um grande descampado onde existiam antigas casas e outros templos mais pequenos. Vale a pena a visita, uma vez que esta, a par da acrópole, é uma das estruturas que restam da civilização grega com maior dimensão em toda a cidade e um ponto importante no roteiro para descobrir Atenas.

Terminamos assim este pequeno roteiro virtual da nossa estadia nesta cidade magnífica. Descobrir Atenas foi acima de tudo uma viagem numa cidade que nos abraça na sua dinâmica e na sua história riquíssima. Daqui seguimos à descoberta da pérola do mediterrâneo, ou seja, a incrível e única ilha de Creta.

Sugerimos

1 Comentário

Visitar Atenas, uma cidade de surpresas - Parte 1 - 2Serependiters Junho 29, 2019 - 8:21 pm

[…] da praça Kolokaniou para uma boa cerveja grega. No outro artigo da cidade exploramos o magnífico património olímpico da cidade de Atenas e podem descobrir também a gastronomia grega […]

Responder

Deixe um comentário