Motores de pesquisa de Voo – Qual o melhor?

por 2serependiters
0 Comentário

Com a massificação e diversificação dos motores de pesquisa para viagens, a oferta aumentou exponencialmente, mas aumentou também a dificuldade em saber qual usar para ter os melhores preços e acima de tudo, qual usar sem ter surpresas no momento do pagamento.

Para esta análise, seleccionámos alguns dos principais sites disponíveis e quisemos testar a mesma situação em todos eles, para que a comparação possa ser directa e as condições de análise semelhantes. Considerando então a seguinte situação:

Queremos reservar um voo de ida volta, com partida a 04 de Outubro de 2018 e volta a 6 de Outubro de 2018, e com destino a Bruxelas.

Momondo

A Momondo é uma empresa dinamarquesa que simplifica imenso a pesquisa de voos e Hotéis. Uma das principais vantagens deste site é o facto de agregar também as ofertas de outros motores de pesquisa de voos e de apresentar uma interface muito intuitiva e que facilita a comparação rápida de preços e a escolha dos dias com o preço mais baixo.

No nosso teste, o preço mais baixo apresentado para o voo em questão foi um voo da Ryanair por 76€. No final, depois de muitas ofertas comerciais que iriam aumentar o preço, e pagando com cartão de crédito, o preço final foi de 88€.

Edreams

A Edreams tem vindo a afirmar-se cada vez mais nos últimos anos como uma das referências no que toca a reserva de voos e comparação de preços. A interface do site é intuitiva e apelativa. Após a pesquisa, um ponto negativo é o facto de aparecerem destacadas ofertas como “Melhores Ofertas” mas que não são as mais baratas ou aquelas que apresentam menos escalas. Isto pode confundir quem pretende reservar voo e dificultar a escolha de o voo mais barato.

Para o mesmo voo em questão, o preço apresentado é de 69€. No final, após seleccionar a tarifa simples sem quais outros outros serviços adicionais, o preço a pagar é de 100€.

Rumbo

O motor de pesquisa Rumbo já é um clássico de quem pretende comprar preços de voos, estando já no mercado há alguns anos. Ultimamente, parece que tem ficado um pouco esquecido, mas ainda assim quisemos incluí-lo nesta comparação. A interface é simples e apesar de não tão apelativa como as anteriores, cumpre a sua função.

O preço para o voo que temos vindo a usar como comparador é de 59,60€. O preço final a pagar foi de 87€, ou seja, uma diferença muito significativa face ao apresentado inicialmente.

Google Flights

O motor de pesquisa de voos da Google tem uma interface simples mas muito intuitiva. Fácil de aceder e de usar em qualquer lado, quisemos perceber se existiria uma diferença significativa no preço de reserva por esta via. Um ponto importante é que enquanto as reservas feitas nos sites previamente analisados são concluídas no site do motor de pesquisa, no caso do google flights, esse processo é concluído no site da companhia aérea.

Neste caso, o preço apresentado para o voo da Ryanair era de 54€. Para fazer pagamento somos encaminhados para o site da companhia aérea. Mais uma vez, a utilização de cartão de crédito para o pagamento fez aumentar o preço para 60€, ainda assim o preço mais barato desta comparação.

Conclusão

Como vimos, o preço apresentado frequentemente difere do preço real a pagar, em grande parte devido as taxas de pagamento com cartões de crédito. Este efeito possivelmente é mais atenuado em companhias de bandeira.

Pela avaliação global de preço, acessibilidade e interface, a melhor opção é mesmo a utilização do Google Flights, com os preços mais acessíveis e menor disparidade entre o apresentado e o preço a pagar, e em alternativa a Momondo, pela interface altamente informativa e existência de aplicação para smartphone.

Sugerimos

Deixe um comentário